wasaki@wasaki.com.br +55 41 3082 8484
Qual a função da via permanente e o que a compõe? - Wasaki Engenharia
 

Qual a função da via permanente e o que a compõe?

Quando se fala em ferrovia, logo vem ao pensamento aquela imagem de uma locomotiva em meio à neblina, a fumaça da chaminé subindo até o céu ao som do apito marcante e aquele clima de novela de época.

Mas uma questão que pode surgir enquanto se imagina essa cena é: como uma estrutura pode sustentar algo tão pesado como os trens, vagões, suas cargas e não se desfazer? E mesmo após séculos, as estradas de ferro continuarem de pé, desativadas ou não? Qual é o segredo?

A resposta é simples e tem um nome sugestivo: a via permanente.

A estrutura das ferrovias

As estradas de ferro são estruturas extremamente duráveis, construídas de maneira que mesmo inativas, se mantêm de pé. Esse fato se deve à via permanente, sendo uma estrutura formada por um conjunto de camadas e elementos que possibilitam a passagem dos trens.

Para compreender a função da via permanente, que consiste em dar suporte, direcionar o trajeto e transmitir o impacto da movimentação dos trens, é necessário conhecer seus componentes.

A via permanente se divide em infraestrutura e superestrutura. A infraestrutura corresponde à parte de fixação da via permanente ao solo. Assim, a preparação do mesmo a partir de terraplanagem (subleito), obras de arte corrente que tem como principal função a drenagem (sublastro), além das obras de arte especiais, viadutos, túneis, pontes e afins.

As estruturas que ficam visíveis e em contato com o rolante dos trens corresponde a superestrutura. Ela é composta pelos trilhos, dormentes, conjuntos de fixação dos trilhos aos dormentes e pela camada de lastro.

A função da via permanente

Sabendo que a via permanente é formada pela infraestrutura mais superestrutura, sua função abrange muitos pontos importantes para a estabilidade e segurança do funcionamento da estrada de ferro, como por exemplo:

  • Garantir alinhamento e nivelamento como o planejado para a passagem dos trens;

  • Manter o afastamento dos trilhos de maneira exata;

  • Amortecer vibrações vindas dos trens;

  • Receber e distribuir impactos diretos das cargas até a camada do subleito, sem que ocorra deformações permanentes;

  • Garantir estabilidade e segurança dos veículos ferroviários;

  • Proporcionar suavidade na circulação independente das condições climáticas;

  • Garantir o escoamento de maneira rápida para fora da plataforma.

Qualidade e durabilidade da via permanente

Conforme já exposto acima nesse artigo, a segurança e estabilidade depende diretamente da conformação da estrutura da via permanente.

A superestrutura das ferrovias (trilhos, dormentes, fixadores e lastro) são construídas de maneira que possam ser renovadas quando o desempenho não se encontra mais satisfatório. Desse modo, a via permanente passa por manutenções regulares, resguardando a segurança e qualidade do transporte ferroviário.

Wasaki Engenharia

A Wasaki Engenharia realiza vários serviços direcionados à construção e manutenção da via permanente, abrangendo a infraestrutura e superestrutura.

Entre eles pode-se citar a substituição de dormentes de via, a substituição de trilhos, alívio de tensões, substituição e consolidação de fixações, instalação de Aparelhos de Mudança de Via (AMV), nivelamento, alinhamento e socaria de grade ferroviária e lastro, limpeza de sistemas de drenagem, limpeza e recomposição de lastro, e muito mais.

Clique aqui e conheça mais sobre a Wasaki Engenharia.