wasaki@wasaki.com.br +55 41 3082 8484
O que é o pátio ferroviário e como ele funciona? - Wasaki Engenharia
 

O que é o pátio ferroviário e como ele funciona?

Uma estrutura ferroviária de qualidade é imprescindível para o sucesso e para o funcionamento de todo o modal ferroviário. Toda essa estrutura é formada por importantes construções como: via férrea, plataformas, pátios ferroviários, infraestruturas pesadas, subestruturas e muito mais.

Todos esses pontos são importantes para uma boa execução das ferrovias, que trabalha conforme o planejamento das empresas que atuam nesse sistema.

As vias férreas, por exemplo, são formadas por dois trilhos colocados paralelamente visando facilitar a locomoção dos trens ou bondes, já os pátios ferroviários são locais, principalmente de logística, para a execução do sistema ferroviário.

Em sua grande maioria, nos pátios ferroviários há um pátio superior e um pátio inferior, cada tipo correspondendo a um sentido da via. Quando os trens chegam no pátio, eles podem ser descarregados, transferidos para outros trilhos ou guardados temporariamente, ou a longo prazo.

Como funciona o pátio ferroviário?

O pátio ferroviário é responsável pela carga e descarga, formação de trens, estacionamento, e oficina de material rodante e muito mais. Um local responsável por diversas operações essenciais para o completo funcionamento do sistema ferroviário. Em resumo, consiste em um agrupamento de linhas ferroviárias dentro de um largo espaço, destinado para abastecimento, reparos, vistorias, desmembramento de trens e outros.

Para facilitar a mobilidade de carros e vagões, a construção de um pátio ferroviário precisa ser em um local plano. Aclives ou declives nestes lugares geram dificuldades nas operações.

Os pátios ferroviários possuem um dispositivo complexo de interruptores utilizados para conectar e desconectar trechos de trilhos para a locomoção de trens, juntamente com os equipamentos que podem ser usados para rebocar ou empurrar trens e carros individuais.

Depósitos de combustível são comuns nos pátios, e muitos deles são anexados a instalações de armazenamento de fábricas, de modo que os trens possam ser carregados e descarregados facilmente.

Um dispositivo essencial que deve estar presente em um pátio ferroviário é o AMV (Aparelho de Mudança de Via), um conjunto de equipamentos e acessórios que permite o trânsito de uma linha para outra do material circulante no pátio.

Tipos de pátio ferroviário

A construção do pátio ferroviário contempla diversas funções. Cada pátio pode ter uma função diferente nesse sistema.

Para a montagem de um trem é preciso organização racional e rápida dos vagões, condições que necessitam de grandes superfícies, equipamentos e sistema eficiente.

Os tipos de pátios ferroviários podem ser classificados em:

  • Pátio de manutenção: locais onde é feito o reparo e prevenção do material rodante;

  • Pátio de manobra: permite o trânsito de uma linha para a outra do trem e vagões;

  • Pátio de cruzamento: destinado somente ao cruzamento de trens;

  • Triagem: lugar onde ocorre o entroncamento de duas ou mais linhas, ou ramais da ferrovia;

  • Pátio gravidade: são modernos e com grande movimentação de trens, é usado o sistema de separação de trens e vagões;

  • Terminal ferroviário: usado como início ou fim de uma rota, usado geralmente para carregamento e descarregamento.

Os tipos mais comuns na malha ferroviária brasileira são os pátios de manobra e os terminais ferroviários.

Wasaki Engenharia

Para a construção de uma infraestrutura e superestrutura ferroviária sólida e profissional que encontramos nos pátios ferroviários, é preciso contar com empresas de engenharia respeitadas no segmento.

É o que acontece com a Wasaki Engenharia, que há mais de 10 anos trabalha com essas estruturas, sendo referência neste ramo, com solidez e seriedade prestada aos projetos e aos clientes.

Clique aqui e saiba mais.