wasaki@wasaki.com.br +55 41 3082 8484
O que é a drenagem de transposição de talvegues? - Wasaki Engenharia
 

O que é a drenagem de transposição de talvegues?

Inicialmente é possível compreender drenagem como controle do fluxo das águas, tendo por objetivo evitar danos à estrada ou rodovia construídas. O fluxo da água pode ocorrer por vários motivos, entre eles: retenção no subleito; penetração no pavimento por meio de infiltração; precipitação no corpo da estrada, escoando através de áreas adjacentes.

O controle do fluxo e escoamento da água por meio da drenagem pode ocorrer de diferentes formas:

  • Captação
  • Condução
  • Interceptação
  • Desague em local específico e adequado.

Como se desenvolve um projeto de drenagem?

Um projeto de drenagem deve ser desenvolvido a partir da constatação do tipo de problema em relação ao fluxo das águas e da extensão do dano causado. É importante que um projeto de drenagem considere a extensão e localização da obra; os dispositivos necessários; a dimensão das estruturas que viabilizarão a drenagem e o desenvolvimento da planta, bem como os tipos de drenagem disponíveis e específicas para cada caso.

Entre os tipos de drenagem estão:

  • Superficial
  • De transposição de talvegues
  • Subterrânea ou profunda
  • Subsuperficial ou de pavimento

Drenagem de transposição de talvegues: finalidade e realização

Entre os principais tipos de drenagem está a chamada “drenagem de transposição de talvegues”. Do ponto de vista etimológico, o termo “talvegue” vem do alemão “talweg”, e significa “caminho do vale” ou seja, linha sinuosa no fundo de um vale, por onde correm as águas.

A finalidade da drenagem de transposição por talvegue é permitir a passagem e o escoamento da água, de modo a não interceptá-la, ou seja, mantendo o seu curso natural. Este tipo de drenagem é constituído tanto por dispositivos de drenagem isolados quanto por dispositivos em conjunto, projetados a fim de conduzir águas de córregos, açudes e bacias. Este tipo de drenagem pode ser classificada e realizada por meio de dois tipos de obras de arte:

  • Pontes ou Obras de Arte Especiais (OAE);

  • Bueiros ou Obras de Arte Correntes (OAC).

Pontes ou Obras de Arte Especiais – OAE

As OAEs são definidas como estruturas desenvolvidas especificamente com o objetivo de transposição de obstáculos. Ao serem construídas sobre cursos d’água são denominadas pontes e sobre avenidas ou vales, denominam-se de viadutos.

Obras de Arte Correntes – OAC

As OACs também denominadas de bueiros, podem ser classificadas quanto:

  • Tipo de estrutura e forma de seção, podendo ser tubular ou celular.

  • Ao número de linhas – podem ser caracterizadas como simples, duplo ou triplo.

  • Ao tipo de material utilizado para confecção do bueiro: concreto armado, alvenaria de pedra, metálico, sendo a chapa corrugada ou lisa, de madeira ou ainda de pvc.

  • Esconsidade: ângulo normal, com eixo ortogonal ou esconso, ou seja, não ortogonal.

A eficácia na elaboração de um projeto de drenagem, depende de um minucioso estudo hidrológico da região onde ela será realizada. A análise do dimensionamento do dispositivo deve atender a vazão. Outro aspecto importante é a projeção de volume pluviométrico da região onde será realizada a drenagem, a fim de assegurar a qualidade e a segurança do trabalho realizado.

WASAKI ENGENHARIA

A Wasaki Engenharia é uma empresa referência na área, com uma equipe qualificada para avaliar, analisar e executar o melhor projeto de drenagem. Infraestrutura ferroviária e rodoviária, obras de arte especiais e superestrutura ferroviária.

Clique aqui e saiba mais