wasaki@wasaki.com.br +55 41 3082 8484
Modelos mais comuns de pontes no Brasil - Wasaki Engenharia
 

Modelos mais comuns de pontes no Brasil

Responsável por unir lugares que antigamente eram inalcançáveis, a ponte representa uma inovação que trouxe grandes avanços para a mobilidade de veículos de transporte.

Seja passando por vales, rios ou até mesmo precipícios, essa obra da engenharia está presente em todos os cantos do Brasil e para muitas cidades serve como símbolo e cartão-postal, tamanha é sua relevância para o ambiente. Veja mais:

Ponte Pênsil

Esse modelo também é conhecido como Ponte Suspensa e tem como principal aspecto a presença de torres em suas extremidades. Os dois lados são ligados por cabos de aço que distribuem o peso e garantem estabilidade para a plataforma. É comumente utilizada em trajetos marítimos, pois é o único projeto que pode unir grandes distâncias sem interferir no tráfego das embarcações. Um exemplo dessa estrutura é a Ponte Hercílio Luz em Florianópolis (SC).

Ponte Estaiada

Semelhante à Ponte Pênsil, a tecnologia empregada nesse modelo também envolve cabos de aço. Porém, nesse caso, trata-se de uma ponte mais rígida e é indicada como solução intermediária entre a Ponte Suspensa e a Ponte Fixa. Isso acontece porque a primeira requer maior detalhamento dos cabos e a segunda, uma maior estrutura. Um retrato desse tipo é a Ponte Octávio Frias de Oliveira em São Paulo (SP), que é o único modelo no mundo em que o mastro escora duas pistas curvas.

Ponte Treliçada

O nome desse modelo está ligado ao seu projeto de construção, que utiliza treliças na superestrutura de sustentação das cargas. Esse conjunto é caracterizado por aguentar enormes quantidades de peso e ter design e construção simplificados. Desse modo, seu uso é amplamente utilizado em ferrovias, por exemplo. No Brasil esse modelo é o menos comum e um dos poucos exemplos é a Ponte Velha de Paraíba do Sul (RJ).

Ponte Cantilever

Conhecida também como Ponte Balanço, seu projeto tem como característica a utilização de vigas e braços de aço para sustentar o balanço do tabuleiro (onde ocorre a passagem dos veículos). Normalmente não são utilizados cabos de sustentação e em caso de grandes distâncias são utilizadas treliças como reforço. É utilizada em vias ferroviárias, rodoviárias e em passarelas para pedestres.

Ponte em Arco

O formato dessa estrutura é o que dá nome ao seu modelo. A presença de arcos pode estar na parte superior, inferior ou no centro do tabuleiro e cada um possui uma finalidade diferente. Sendo o primeiro caso utilizado em distâncias maiores que o segundo. Já o terceiro possui problemas construtivos que limitam sua atuação. Um exemplo desse modelo e que conta com três arcos superiores é a Ponte Juscelino Kubitschek situada em Brasília (DF).

Ponte em Viga Apoiada

Indicada para unir grandes distâncias, a Ponte em Viga possui construção acessível e de fácil design. Nesse modelo são empregadas duas ou mais vigas, de acordo com a distância que se deseja transpor, que sustentam um tabuleiro reto. Um exemplo com essas características é a Ponte Presidente Costa e Silva, que liga as cidades Rio de Janeiro e Niterói (RJ).

Wasaki Engenharia

A construção de pontes requer uma equipe multidisciplinar e focada no sucesso da estrutura. Para isso, os responsáveis pela obra devem ser referência em atuação e comprometimento com a engenharia civil. A Wasaki Engenharia possui mais de 10 anos de atuação no ramo da construção civil com a missão de contribuir para o desenvolvimento sustentável da sociedade.

Entre as soluções ofertadas estão projetos de infraestrutura ferroviária e rodoviária, superestrutura rodoviária e outros serviços de engenharia que podem ser encontrados aqui.