wasaki@wasaki.com.br +55 41 3082 8484
Brasil: um “grande canteiro de obras” - Wasaki Engenharia
 

Brasil: um “grande canteiro de obras”

Os cenários político e econômico não são os melhores, porém, se tem algo que raramente é afetado por esses dois fatores é o investimento em infraestrutura no Brasil. Não importa qual seja o governo, o estado da economia ou se existe apoio dos parlamentares, é quase certo que um dos meios para aquecer a economia será o investimento em obras tocadas pelo governo, setor privado ou em parcerias público-privadas.

Em 2021 não será diferente, apesar dos problemas causados pela pandemia, os investimentos em obras de infraestrutura devem continuar em altos patamares. A estimativa é que o total investido até 2022 resulte em mais R$ 40,4 bilhões para o PIB brasileiro.

Outro fator que justifica o investimento em infraestrutura é justamente a geração de empregos, pois, diminuir a taxa de desempregados é uma das metas do governo no enfrentamento das perdas econômicas causadas pela pandemia. Neste aspecto, é esperado que mais de 940 mil vagas diretas sejam criadas no setor de infraestrutura. Em termos de arrecadação isso pode resultar em mais R$ 6,4 bilhões de impostos para os cofres do governo, além de R$ 14,4 bilhões em salários para aquecer a economia.

Estratégias, impactos, projetos e planejamento para os próximos anos

A principal estratégia do governo para aquecer o setor de infraestrutura será mesmo as concessões de ativos públicos à iniciativa privada. Segundo o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, os leilões públicos de grande porte podem resultar em mais de R$ 260 bilhões em investimentos até o final de 2022. Para se ter uma ideia, esse valor é 40 vezes superior ao orçamento do Ministério da Infraestrutura.

Como já destacado, esses investimentos possuem impactos no PIB brasileiro. Em estudo feito pela LCA Consultores, estimou-se que a cada R$ 1,00 investido em infraestrutura, R$ 1,44 retornam para a economia brasileira. Porém, o ministro Tarcísio de Freitas busca manter os pés no chão, afirmando que “apesar de esses investimentos transformarem o país em um grande canteiro de obras, os impactos econômicos não são imediatos”. Em resumo, burocracias como licitações públicas, tramitação de projetos, obtenção de licenças e captação de recursos no mercado atrasam a percepção dos resultados na economia como consequência do investimento em infraestrutura.

Ainda segundo o ministro, os projetos iniciais a nível federal devem priorizar as concessões de portos e aeroportos públicos como, por exemplo, Porto de Santos, Aeroporto de Congonhas e Aeroporto Santos Dumont. O setor de transportes e vias urbanas também deve ser importante nos investimentos em infraestrutura.

Ferroeste

Uma das obras que mais deve captar recursos e investimentos nos próximos anos é a Nova Ferroeste, que é nada menos que um dos principais projetos de modernização da malha ferroviária brasileira. Trata-se da construção de uma ferrovia que ligará os estados de Mato Grosso e Paraná, com mais de 1.285 km de extensão e que deve influenciar diretamente 425 cidades no centro-oeste e sul do Brasil, além de 925 cidades indiretamente, inclusive cidades nos países vizinhos – Paraguai e Argentina.

Até novembro de 2021 é esperado que a ferrovia seja colocada em leilão na Bolsa de Valores do Brasil. A obra já consta como prioritária no Programa de Parcerias de Investimento (PPI) do governo federal e a expectativa é que a Nova Ferroeste consiga receber investimentos da ordem de R$ 20 bilhões. Com uma economia de US$ 13 por tonelada para empresas que optarem pela logística da Ferroeste, é esperado que a nova ferrovia diminua o custo Brasil em até 27%.

Apesar do volume investido em infraestrutura continuar alto, é importante destacar que a falta de planejamento é o principal vilão desse setor. Mesmo com aumento das intenções de investimento para o período de 2021 a 2026, menos de 10% das obras já estão em fase de projeto ou possuem previsão de início.

Wasaki Engenharia

A Wasaki Engenharia é uma empresa que já atua há mais de 10 anos no mercado e hoje é uma referência em Curitiba e Região. Um dos destaques da empresa é o fato de possuir um portfólio diversificado.

Para mais informações clique aqui.