wasaki@wasaki.com.br +55 41 3082 8484
7 ferrovias mais perigosas do mundo - Wasaki Engenharia
 

7 ferrovias mais perigosas do mundo

Comparada com outros meios de transporte, a viagem de trem é considerada uma das mais seguras, segundo especialistas. Porém, o trajeto feito pela ferrovia pode acrescentar fatores de risco para passageiros e condutores, seja pela alta instabilidade do circuito ou por forças da natureza como vulcões e tsunamis.

Abaixo, selecionamos sete ferrovias, entre as mais perigosas do mundo, para quem gosta de aventura:

1. Trem das Nuvens (Argentina)

Com uma construção que durou 27 anos, a ferrovia leva este nome por passar por lugares extremamente altos em um ambiente montanhoso. Seu trajeto conta com 13 pontes, 21 túneis, 13 viadutos e um caminho sinuoso pela Cordilheira dos Andes, a 217 km de altitude. Inicialmente foi criada para ligar o noroeste da Argentina ao Chile, por motivos socioeconômicos. Hoje é uma atração turística que dura 15 horas ida e volta e percorre 434 km.

2. Aso Minami (Japão)

Desafiando uma poderosa força da natureza, essa rota passa pela região do Japão com maior atividade vulcânica. A proximidade ao Monte Aso é comprovada ao avistar durante a viagem parte da vegetação queimada pela lava quente. Além disso, durante o outono é possível ver fumaça saindo do vulcão.

3. Trem Nariz do Diabo (Equador)

Assim como o Trem das Nuvens, essa rota também passa pela Cordilheira dos Andes, porém a uma altura de 9 mil metros. Os viajantes que gostam de mais emoção, podem optar por embarcar em vagões antigos, que oferecem um risco a mais ao percurso. A seção que dá nome ao trajeto, foi construída 2,7 km acima do nível do mar e foi considerada um grande desafio aos engenheiros envolvidos no projeto.

4. Ponte de Panban (Índia)

Diferente de tudo que já foi mencionado, o perigo desta rota está na sua proximidade com o mar e os fatores climáticos. O trajeto é de apenas 2,06 km e liga a cidade de Chennai com a Ilha de Panban. A ponte conta com 145 pilares de concreto, feitos para suportar a força de ondas e ciclones, comuns na região. Porém, sempre existe o risco de rompimento das estruturas, como aconteceu em 1964 quando um ciclone atingiu a ponte.

5. Kuranda Scenic (Austrália)

Situada na cidade de Kuranda, a ferrovia Scenic traz uma experiência semelhante a de parques aquáticos aos seus passageiros. O caminho de 34 km passa pelas florestas do Parque Nacional Barron Gorge e pela Cordilheira Macalister. Em determinado ponto da viagem, o trem passa por cascatas que encharcam quem está embarcado com muita água. Ao total são 15 túneis e 40 pontes que compõem o trajeto.

6. Ferrovia de Maeklong (Tailândia)

Este trajeto se torna perigoso ao passar no meio de feiras ambulantes feitas a 70 km de Bangkok, na famosa província de Samut Songkhram. Os comerciantes que disponibilizam seus produtos sob os trilhos estão preparados para tirar suas barracas e recolocá-las após a passagem do trem. Porém, mesmo que a velocidade média seja de 30 km/h, já foram registrados acidentes na ferrovia.

7. Ferrovia da Morte (Tailândia)

Cenário para a história retratada no filme A Ponte do Rio Kwai, a ferrovia foi construída por prisioneiros de guerra durante a Segunda Guerra Mundial. O percurso leva esse nome pelo número de vidas perdidas durante os anos de sua criação. Apesar do sofrimento que causou, o percurso oferece belos registros da natureza.

Wasaki Engenharia

Com mais de 10 anos no segmento da construção civil com adequações e reformas, a Wasaki Engenharia é referência em projetos feitos por equipes de alto impacto.

A solução é sempre pensada por um time multidisciplinar para garantir a melhor entrega ao cliente. Dentro do portfólio da empresa estão soluções em engenharia, infraestrutura ferroviária e rodoviária, superestrutura ferroviária e muito mais.

Confira as principais obras que a Wasaki Engenharia esteve presente aqui.